Porquê um sistema de alerta?

Em Portugal a taxa de mortalidade no inverno tem uma alta correlação com as temperaturas exteriores, apesar dos invernos amenos.

O mesmo acontece no verão durante as ondas de calor.

Isto é explicado por a maioria dos edifícios não cumprir os requisitos mínimos relativos ao conforto térmico.

Outras razões são os baixos rendimentos dos ocupantes, os elevados preços da energia e ao envelhecimento da população.




Os sistemas actuais

Nas últimas décadas, o Instituto Nacional de Sáude Dr. Ricardo Jorge (INSA) desenvolveu um sistema nacional de alerta para as ondas de calor (ÍCARO), com o potencial impacto na mortalidade, com base na previsão do tempo. O alerta é atualizado diariamente, ao nível distrital. Contudo a resolução espacial é baixa.

Figura 1 - Mapa de alerta do indice de mortalidade ICARO1

Mais recentemente, o INSA criou um índice de vulnerabilidade ao nível da freguesia, com base na análise dos dados dos censos de 2011 e dos dados da Direção Geral de Saúde (internamentos, causas da mortalidade) durante a vaga de calor de 2013. Este índice é estático.

Figura 2 - Índice the vulnerabilidade a ondas de calor por freguesia2


(1) DGS, “Plano de contingência para temperaturas extremas adversas relatório de acompanhamento 1 a 31 julho 2014”, 2014, Relatório Técnico
(2) INSA, “Mapeamento de índice de vulnerabilidade a ondas de calor”, 2016, Apresentação na Conferência Internacional sobre Riscos Urbanos – ICUR 2016



OBJETIVO

O objetivo do projeto RELIABLE é desenvolver um painel público com informações em tempo real e de alta resolução espacial sobre os riscos à saúde dos ocupantes dos edifícios durante eventos climáticos extremos - ondas de calor e frio. Este painel irá melhorar os atuais sistemas de alerta em duas dimensões: 1) melhorar os atuais modelos de previsão de risco, integrando novas fontes de dados públicos processados com algoritmos de machine learning; 2) aumentar a resolução espacial e temporal das advertências, se possível para o nível de subsecção estatística (BGRI).

Figura 3 - Maquete do sistema RELIABLE para o concelho de Montalegre

METODOLOGIA

O processamento conjunto e a análise de todos estes fluxos de dados permitirão desenvolver um novo modelo que calcule um novo indicador - semelhante aos indicadores de alerta ICARO - à resolução da subsecção estatística BGRI.

RESULTADO FINAL

Portal público que pode ser incorporado nos sites de diferentes autoridades públicas (ADENE, INSA, serviços municipais). As informações serão atualizadas a cada 6 horas (a resolução temporal mínima dos modelos de previsão meteorológica). O painel terá uma API que permitirá que qualquer pessoa receba alertas diretos sobre um local específico (gestores de casas de repouso ou cidadãos que desejem receber avisos específicos sobre as residências de seus pais/familiares).




PARCEIROS